• Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black

© 2015 

Renasentido . Hinos Repaginados

Sobre o Projeto

O CONCEITO

 

Renascimento é o nome que se dá a um grande movimento de mudanças culturais, que atingiu as camadas urbanas da Europa Ocidental entre os séculos XIV e XVI, caracterizado pela retomada dos valores da cultura greco-romana, ou seja, da cultura clássica. Esse momento é considerado como um importante período de transição envolvendo as estruturas feudo capitalistas. 
As bases desse movimento eram proporcionadas por uma corrente filosófica reinante, o humanismo, que descartava a escolástica medieval, até então predominante, e propunha o retorno às virtudes da antiguidade. Platão, Aristóteles, Virgílio, Sêneca e outros autores greco-romanos começam a ser traduzidos e rapidamente difundidos. 

O movimento renascentista envolveu uma nova sociedade e portanto novas relações sociais em seu cotidiano. A vida urbana passou a implicar um novo comportamento, pois o trabalho, a diversão, o tipo de moradia, os encontros nas ruas, implicavam por si só um novo comportamento dos homens. Isso significa que o Renascimento não foi um movimento de alguns artistas, mas uma nova concepção de vida adotada por uma parcela da sociedade, e que será exaltada e difundida nas obras de arte. 

No século XVIII foi dito um Não à religião revelada por parte do Racionalismo; este, aliás, teve sua expressão mais pujante na Revolução Francesa (1789). Muitos pensadores passaram a professar o deísmo (crença em Deus como ser reconhecido pela razão natural apenas), em lugar do teísmo (crença em Deus que se revelou pelos profetas bíblicos e por Jesus Cristo).

O projeto Renasentido foi buscar músicas destes séculos, onde a igreja começou a perder sua grande influência na sociedade, reescrevemos para linguagem de hoje para resgatar o sentido de letras teologicamente profundas para um meio musical raso e banalizado.

 

A IDEIA

 

A ideia de gravar nosso primeiro disco partiu do desejo em unir o sacro com o contemporâneo. Apesar de achar que os hinos já haviam cumprido seu papel na história, a vontade de ver hinos dos séculos XVII e XVIII sendo novamente entoados por jovens nascidos pós 2000 era enorme. Adolescentes e jovens se identificando com canções que falam de fé, gratidão e esperança de forma profunda.


Ao conhecermos um novo e grande amigo, Guilherme Andrade, que tornou-se produtor musical e o diretor de arranjos desse disco, resolvemos gravar uma das canções em estúdio, “Vencendo vem Jesus”, atingimos mais de 30 mil views no youtube e mais de 15 mil no facebook, o que nos animou muito para gravar um projeto completo e convidar você para nos ajudar a torna-lo realidade.

A CAPA