• Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Instagram Basic Black

© 2015 

November 18, 2016

Please reload

Posts Recentes

RÚSSIA | MOSCOU

November 18, 2016

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

LUXEMBURGO | O PAÍS CINEMATOGRÁFICO EM CLERVAUX

January 3, 2016

Estar em Luxemburgo é se estivesse dentro de um filme. As construções, a rotina das pessoas da cidade, as árvores, a fumaça saindo da chaminé. É tudo tão lindo e delicado. Rodamos parte da Europa de carro. Saímos da Alemanha e fomos até  Clervaux. A vista durante o caminho na estrada é de suspirar.

Clervaux é uma comuna do Luxemburgo, pertence ao distrito de Diekirch e ao cantão de Clervaux. Uma cidadela cheia de histórias de proteção na segunda guerra.

 

Andamos pela cidade, quase sem pessoas na rua. Conhecemos um castelo e encontramos um grupo de brasileiros. Nesse momento tivemos a certeza de que os brasileiros realmente estão em todos os lugares. Lá era um lugar onde não tinham pessoas quem diria que encontraríamos brasileiros. Eram brasileiras que moram em Portugal fazendo seus passeios pelo velho continente, seguimos para admirar mais o lugar.

 

As casinhas, a simplicidade da vida naquele lugar é de pensar: quero passar minha velhice nesse lugar. Enfim, não precisa de passeios, pontos turísticos ao estilo entretenimento. Clervaux é andar pela cidade e se atentar aos detalhes pitorescos de uma cidadela fixada nas montanhas de Luxemburgo.

 

O CASTELO DE CLERVAUX

O majestoso castelo está situado nas encostas de um promontório rochoso, o chamado "Lay". As origens do castelo são perdidas na névoa do tempo. Alguns historiadores acreditam que ele estava crescendo em um antigo forte romano, enquanto outros acreditam que foi construído sobre fundações celtas.

A ala oeste é a parte mais antiga do castelo, foi construído no século 12, por iniciativa do conde Gerhard von Sponheim, um irmão do conde de Vianden. No início do século 15, sob o reinado da poderosa casa de Brandemburgo, Clervaux castelo foi muito estendido. Para proteger o flanco sul do castelo, Frederic I construiu a enorme torre de Borgonha que também abrigou a prisão do castelo.

Mais tarde, o alojamento foi melhorado, as adegas foram convertidas e - mais importante - a poderosa "Torre das Bruxas" foi construída no pátio principal para fins de defesa. Em 1634 Claude de Lannoy ordena o redesenvolvimento das habitações e dos estábulos rather shabby que estenderam ao norte, e tem-nos transformados em quartos de recepção spacious luxuosos, including o salão dos cavaleiros no estilo flamengo-espanhol.

Um quarto de século depois, Albert Eugene de Lannoy acrescentou edifícios administrativos, estábulos e celeiros, mas demoliu uma igreja local. Em 1671, uma casa de guarda foi erguida na entrada do castelo. Hoje, este alberga o castelo do café-restaurante 'Au Vieux Chateau'.

Em 1721 novos estábulos foram construídos à esquerda da torre das bruxas. As adições de Albert Eugene de Lannoy foram demolidas em 1887 e as pedras recuperadas foram usadas para construir uma mansão moderna para o Conde de Berlaymont no parque em frente ao antigo castelo.

De 1927 a 1930 o castelo tornou-se propriedade privada. Nas últimas agitações da Segunda Guerra Mundial, durante a Batalha do Bulge, o castelo foi gravemente danificado. Posteriormente, o Estado luxemburguês adquiriu as ruínas queimadas e empreendeu uma restauração magnífica.

 

Luxemburgo apresenta uma culinária bastante saborosa. Suas pratos principais são o judd mat gaardebohnen (pescoço de porco defumado com favas) e o rou-tou-tou (batata cozida), mas as culinárias mediterrânea, francesa e belga também fazem parte do cardápio. Possui também muitas vinícolas que vimos pelas as estradas até lá, o que faz com que o vinho seja a bebida mais consumida no país, como o Elbling e o Rivaner. As cervejas locais também são muito apreciadas, dentre elas a Pilsner, a Mousel e a Simon Dubbel Donkers. O preço médio das refeições varia entre 15 e 30 euros, aproximadamente.

 

Please reload

Siga